quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Palavras do Poeta dos Poetas

--> -homenagem a Carlos Drummond de Andrade


Que quer a morte? Sorrir-nos

Que quer a alma? Romper-nos

da matéria tênue do universo

e do belo câncer do verso  




Que quer a saudade? Tragar-nos

Que quer o tempo? Deter-nos

em sua teia estranha

A mosca deglute a aranha  



Que quer a poesia? Consolar-nos

Que quer o amor? Arremeter-nos

num mergulho no nirvana

e numa faca pernambucana  




Que quer a fogo? Encantar-nos

Que quero eu? Endoidecer

na poesia que tu, Drummond compuseste

Na tua canção rara, flauta e celeste