quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O amor - em todo seu esplendor




Amar é trocar nossas almas
e ver com teus olhos

vivenciar num dia normal
uma alegria descomunal

transformar pequenas ações
em grandes paixões

perdoar os pormenores
e valorizar feitos maiores

algo mais sensacional
que desvendar um mistério abissal

ver a luz no fim do túnel
ver o fim de túnel sem luz

sorver com ardência
cada gota de existência

amar é me cuidar,
por um longo tempo quero acompanhá-lo

amar é te cuidar,
para que a humanidade possa desfrutá-lo

não é demais
amar-te cada vez mais

amar é de graça
e é toda a graça

Quero me entrelaçar ao tempo infindo doravante...


Tão desumano seria te amar
   apenas neste mísero instante!