quinta-feira, 24 de março de 2011

Quadrinhas de amor fraterno

Pelejam exaustos viajantes
nestas terras pedregulhosas
Aplainai estes vales fendosos,
ó mãos tuas, tão caridosas! 

Oásis de água  cristalina,
clarificada, fresca e bonita
Converta sol e sal em orvalhada
ó alma tua, tão benedita!

Bo'alma que 'spalha 'sperança
-o 'spírito ao bem exorta
A bondade dignifica o faminto
-alimente-o à porta!

Ó alma boa desfazedora
do espectro inferior incorpóreo,
aplacai dos irmãos os martírios
neste avatar transitório...

Ó vida, te perpetue o amor!
Ó morte, te consuma na iniquidade!
Sê um broto de flor com tua ação boa
para o canteiro da etérea eternidade...

segunda-feira, 7 de março de 2011

De onde vem

As cores, das flores
As flores, dos amores

As dores, dos rancores
As alegrias, das alegorias

A paz, de Deus
Deus, da paz

A colheita, do ofício
A liberdade, do sacrifício

O céu, do bem
O mel, do néctar

O belo som, da chuva
O gosto bom, da uva

A dúvida, do sim
ou do não

A força, da mãe
ou da mão

A arte, da paixão
A poesia, da com-paixão

A vida, da fecundação
A treva, da morte não!

Decassílabos



A vida deseja de nós, luta
A água no solo procura grão
Convida-nos o sol à labuta
Trigo e pão esperam tua mão