terça-feira, 12 de abril de 2011

Manifestação de respeito

Todos somos
portadores de deficiências suficientes
-ou de eficiências insuficientes

A visão opaca,
o ato falho,
a perna coxa,
a pele com mancha,
a memória traiçoeira:
somos nós...

Todos somos...
um pouco cegos - mas não menos iluminados
um pouco surdos - mas não menos sabedores
um pouco entrevados - mas não menos fazedores
um pouco deficientes - mas não menos eficientes

Os orvalhos secam,
os carvalhos vergam,
mais cedo ou mais tarde...
Nosso corpo: 
casa de provação,
envoltório em expiração,
mais tarde, mais cedo...

A fadiga na retina,
a fragilidade nos ossos,
o tremor nas mãos,
a fraqueza na força,
o descompasso no coração,
somos nós...

Obras-primas em eterno acabamento
Almas gêmeas na imperfeição,
ardentes por sermos cuidados,
carentes de mútuo respeito...