segunda-feira, 27 de junho de 2011

Filhos

Plena luz
Plana vereda
Leve júbilo sem peso
Livre infância sem fim
É amor que se pega na mão

Para o calor, brisa
Brasa para o frio
Para o botão da minha blusa,
casa
É amor que se pega na mão

Brandas vozinhas que nos afagam...
Desafogam nossas mágoas,
esses magos arcanjos mágicos...
(amor que se pega na mão)

Das tardes as cores, coros
sublimes. Cândidas carinhas!
Plácidos são os caminhos
aos teus carinhos
É amor que se pega na mão

Essência floral,
fonte cristal
Donde fronde o horizonte:
austral ser divinal
É amor que se pega...

Perdão

Expressão de libertação

Luz de Jesus em profusão

A paz na mão
A desanuviação
Há reconstrução

Unção de cura
para teu coração

Elucidar, do irmão,
a desumana contradição...

A fé nos dá novo o homem,
nova a mulher
a todo instante

A fé nos dá esperança
Sereno semblante

A fé nos dá Deus, o tempo eterno
e a matéria (importante)

A fé nos dá o sonho ao tato
 delirante

 Estonteante êxtase...
febril e galopante!


quarta-feira, 15 de junho de 2011

É no amor que ... tudo esplendor!

Desbravar junto
as cordilheiras do mundo
O valor, o valer da vida
O vigor da sempre-viva
É no amor que

 a calma d'alma
o bem que convém
a flora, a fauna
um olhar além
(é no amor que)

As atrocidades das cidades:
-esqueça!
Bom humor desanuviador...
no perdão do amor, 
sua dor esmoreça

Tão linda a lacraia
aos olhos de quem amaria...
Cantai, ó cigarra!
Ó sol, dourai o dia!

De marejar o olhar
a augusta antúria...
Amar mar e ar...
na presença-ternura

Divinas as olivas!
Do mal esquivas:
derivam as ogivas
É no amor que...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Esperança no amor

Vá, alma gentil, com teu carinho,
confortar teu enfermo irmãozinho
Ecoarão das dimensões celestiais
corais de belezas divinais:

"Saudemos os humanos
em seu 'splendor
Ainda há 'sperança
Ainda existe amor"

Vá ofertar tua mão
a roupa, a água, o pão
Anjos e arcanjos entoarão
mui lindamente a canção:

"Saudemos os humanos
em seu 'splendor
Ainda há 'sperança
Ainda existe amor"

Vá tua energia contagiante e boa
aninhar a criancinha maltrapilha
Afeiçoe, abrace, nutre, ó alma boa
(querubim se maravilha)

"Saudemos os humanos
em seu 'splendor
Ainda há 'sperança
Ainda existe amor"

Vá, coração de ouro puro
quebrantar o coração mais duro
Dá força tua oração, faz milagre tua oblação
(serafins cantarão)

"Saudemos os humanos
em seu 'splendor
Ainda há 'sperança
Ainda existe amor"

Vá tua palavra espargidora de luz
aliviar a alheia cruz
Harpas tilintarão no teu eu interior
e na estratosfera superior:


"Saudemos os humanos
em seu 'splendor
Ainda há 'sperança
Ainda existe amor..."