sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Os símbolos (deliciosos) do Natal

A guirlanda, à porta da casa,
é voto de saúde do cristão
Flores, frutas, ramos, ramagens,
as quatro velas, os laços. E emoção

Panetone, pão dourado e adorado...
Leite, farinha, ovos, cereja
Massa napolitana fermentada
Formato de cúpula de igreja

Papai Noel, doce ilusão!
Velhinho bom de coração
Pudera este simpático velhinho
alegrar cada 'nino pobrezinho...

Estrela guia, sol da meia noite a nortear
Melchior, Gaspar, Baltasar, em honrada missão
Ouro, incenso, mirra, saúdam o Ungido
E da morte jorrou vida. Do pecado, o perdão

A ceia, signo da Ceia de Cristo
-a última, com seus discípulos fiéis
Peru, arroz, farofa, frutas, vinho
Do Pará, as castanhas. De Belém, os pasteis

Um galo cantou bravamente na madrugada
prenunciando uma especial chegada
A Missa do Galo é imagem da luz divina,
renovação de esperança ao raiar do dia

São quilates de fascinante brilho
Símbolo da fertilidade da mãe natureza
Reluzem estrelas, sinos, doçuras de mimos:
é o pinheirinho, de singular beleza

Focinhos, pastores, Reis Magos,
Maria, José, e um menino, Jesus
Singelo e belo, o presépio encena
o advento do mundo imerso em luz!

Paixão pelo Natal

As vitrines das lojas de novembro...
Prenúncio de alegria, que delícia vê-las...
Arvorezinhas mimosas, que bom acendê-las...
Estrelas reluzentes a aguardar dezembro...

Clima de euforia, há muito me lembro...
As coisas essenciais, é bom dizê-las
Ações fraternais, melhor cometê-las
O presépio é de Jesus, brilhante membro

Fulgurante simbologia...bela e significante
Espiritualidade e matéria...em consorte
Tilinta a vida...Testa-se o espumante

E uma velha canção a saltar da glote...
Há algo no ar, luzente e esfuziante...
O Natal é o antônimo da morte!


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Vem, Natal!

Vem Natal, resistir o amor!

rio restaurador

Luz alimentadora
Fênix alentadora

Natal, centelha do bem...
o copo de água limpa, 
a roupa usada,  o brinquedo,
o quilo de alimento ,
a esmola, a palavra,
o agasalho, a oração,
a desobsessão

Liberta a escória corpórea
fere as trevas
fadiga o mal
fende rochedos
-o Natal!

Verdes veredas,
 sonhos de paz:
inaugurar novas eras,
quebrantar almas austeras
                                                           
empenar as lâminas e os punhais
        e clarear os umbrais

 Vem Natal, apascenta a agonia
dessa estrada sôfrega e sombria...
Desata esse provérbio prolixo,
destroça o impulso do luxo

A vida divinada na matéria etérea
é  miséria e  lixo

Natal, trincheira do amor

maná
 lume
 leme
 limbo

Lavar a índole do lodo
da lama
do limo
do charco
do esterco

Firmamento na alegria, vem ó Natal!
Firmeza na esperança
Raio de bondade
Fio de santidade
Mão de desvelo

Maria de enlevo,
mãe do maternal abrigo
José do testemunho bendito,
Jesus que caminha contigo... 

criança que chorou de frio na gruta
para lapidar teu coração de pedra bruta

Rimas singelas para o Natal

Natal de espiritualidade,
gera encanto de jade

Gesto de flor 
gera beija-amor

Afetuosidade sem fim...
Cantata com clarim

Humanitário contumaz,
gera veredas de paz

Colo que ampara a criança
gera esperança

A oração abençoa
e gera... pássaro que voa

A palavra docemel,
gera um festim no céu

O coração contrito
gera um verso bonito

O ato de auxílio gera
o início d'uma nova era

Alma boa atada a Jesus,
gera luz!

E Maria e José
Oh... ternura, fé...

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Lumes para o Natal

O bolo é pequeno
mas podemos repartir...

O tempo é veloz,
podemos ao outro ouvir...

O mundo sucumbe,
podemos nos acudir...

Tanta gente esmorecida
clamando por nosso agir...

A bondade é uma centelha divina
que não podemos extinguir...

O coração humano é um deserto:
'inda podemos florir...


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Reflexão para o Natal

Inspire-se em Jesus
e compartilhe amor, 
ao menos um pouco

Mire-se em José e Maria
e semeie fé, 
 ao menos um pouco

Aceite a prosperidade
e distribua alimento, 
ao menos um pouco

Numa dimensão mais evoluída
emanando paz, 
ao menos um pouco

Regozige na alegria
e expresse afeto, 
ao menos um pouco

Deleite-se em manjares
e abra tua mão, 
ao menos um pouco

Compreenda as limitações 
e libere perdão,
ao menos um pouco

Sê grato pelas bênçãos,
irradie prosperidade, 
ao menos um pouco

Sê sensível às tribulações 

e ofereça esperança, 
ao menos um pouco

Usufrua do seu fôlego 
e ore pela cura,

 ao menos um pouco...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Agora é José nos ensinando...

José, moço discreto e silencioso...
Que se passaria nesse coração?
Desventura ou destino ditoso?
Segurança ou aflição?

Aos seus dezessete anos,
já em missão honrosa (penosa)
Redimensionaria seus planos
ao lado de sua rosa (cheirosa)

José carpinteiro, quase menino
em forte trama: paternidade secreta
Por que aceitou o imposto destino
e não se embrenhou em mata deserta?

-Não lhe falhou o espírito de amor
Creu José: em Deus, Gabriel e Maria
Tomou seu Filho e sua noiva (flor)
Deu-lhes guarida (Maria sorria)

A protegida de José (azaleia),
nos concebeu Jesus, o Redentor
Na atual junção homem-matéria, 
p'rá esse enredo, haveria ator?

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Maria de Deus: serva fiel

Maria, a escolhida,
e sua pureza premiada...

Maria, doce Maria,
do coração disponível...

Maria, moça meiga,
e sua vida remexida...

Com humanas inseguranças,
mas pronta para Deus...

Os planos do Pai
sob os planos de Maria...

Os desígnios do Senhor
sob a vida de Maria...

E o "sim" de Maria,
fecundando a esperança!

Ela, abrindo mão de seus sonhos,
para realizar os do Altíssimo...

É a Maria, boa e simples,
no capítulo da revolução!

Maria, pobrezinha,
e o enxoval sem bordados...

Maria, bem-aventurada,
e seu ventre acolhedor...

Virtuosa Maria,
plácida flor...

Grande é Maria, 
maior seu Filho!

Maria, serva fiel,
e seu apaixonado José,

a lhe segurar a mão no parto...


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Eterno Natal


O Natal e a alegria da boa-nova...
Gezur Krislinjden

O Natal e suas tréguas de momento...
Frohe Weihnachten
 
O Natal e seu signo portador de luz...
Shenoraavor Nor Dari yev Pari gaghand
 
O Natal e seu apelo ao perdão...
Zorionak
 
O Natal e seus vocábulos meigos...
Bon Nadal
 
O Natal e a comunhão Deus-humanidade...
Chuk Sung Tan
 
O Natal e sua causa plenamente confiável...
Sretan Božic
 
O Natal e os corações na leveza...
Feliz Navidad
 
O Natal e os baixos índices de homicídios...
Gajan Kristnaskon 

O Natal e o direito de nascer das crianças...
Hyvää joulua 

O Natal e a afloração do bem...
Joyeux Noël
 
O Natal e a frutificação do amor...
?a?? ???st???e??a (grego)
O Natal e seus aromas agridoces...
Merry Christmas 
 
O Natal e as crianças em frenesi...
Buon Natale
 
O Natal e seus cartões mimosos...
Merii Kurisumasu
 
O Natal e os olhares ternos nos presépios...
Kung His Hsin Nien
 
O Natal e suas harpas magistrais...
Prettig Kerstfeest 

O Natal e a troca (sem culpa) de presentes...
Feliz Natal!

O Natal e a destemida Maria...
Sarbatori Fericite
 
O Natal e o crente José...
S prazdnikom Rozdestva Hristova
 
O Natal e sua glória...
God Jul 

O Natal e sua essência: Cristo!
Srozhdestvom Kristovym 
 

Natal que não é

Vê-se apenas nesse dia
a tua filantropia?
Então o teu Natal é Natal de fachada!

Dia 24 Jesus Cristo nasceu
Dia 25, em ti Ele já morreu
Natal de fachada!

A família reunida pelo menu,
não gratifica nem pelo peru
Natal de fachada!

Noite regada a etanol
embalado de som infernal
É de fachada esse Natal!

Presente caro
carinho raro
Natal-fachada!

A Jesus, ardentemente amaria...
odiando José e Maria
Natal de fachada!

Místicos e mágicos duendes
Do aniversariante, sinal de nada
Êta Natal de fachada!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Faces do Natal

Natal das famílias reunidas,
Natal das lágrimas de saudades...

Natal da correria ao shopping,
Natal dos balanços da vida...

Natal das luzes brilhantes,
Natal do que pede perdão...

Natal das taças de cristal,
Natal dos sonhos de Natal...

Natal dos laços de presentes,
Natal das missões humanitárias...

Natal dos rituais de festas,
Natal da oração de gratidão...

Natal das coisas dos homens,
Natal das coisas de Deus...

Natal dos aromas seculares...
Natal do nascimento de um menino!


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Esperando o Natal

Bendita tradição...
a restituir amor
a remediar a dor
a despertar bo'ação
a renovar na oração
Bendita tradição!

Bendito Natal,
pedaço da paz celestial,
a lembrar nossa essência
espiritual,
a abrir nossa mão,
a nos tornar acessível 
ao irmão...

Quebranta-nos o coração, 
banha-nos de unção,
vem, bendita tradição!

Bendita luz
de Belém, a estrela
da esperança, o caminho
à eternidade, um menino
Uma cruz, seu destino
Um calvário, um perdão...
Humanidade em redenção...
Vem, bendito Jesus!

Natal do milagre bendito, vem
semear piedade, vem
meditar sabedoria, vem
reunir família, vem
instituir partilha, vem
resplandescer alegria, vem
reavivar fé, vem
dobrar sino, vem 
enfeitar pinheiro, vem
restaurar vida, vem 
humanizar criatura, vem
implantar sentimento
vem, vem, vem,
 milagre bendito!



segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A oração

Pedires e recebereis...
Orvalho p'ro jardim floral

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal 

Doce licor é a prece
em cálice de cristal

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal

Oração, luz e fé...
Brilhante aurora boreal

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal

Pedregulhosa é a estrada
-poderosa a mão divinal

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal

Quão terno é o colo
do Divino Pai Eternal...

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal

Pelo juntamento de obreiros
p'ra colheita espiritual

Sobem clamores, descem bênçãos,
bênçãos em chuva caudal

Segurança p'ro mundo ardiloso...
Esperança p'ra paz mundial...

Sobem clamores, descem bênçãos...