sábado, 24 de março de 2012

Espírito jovem


O de quem quer e pode
mudar o mundo

Teima na perseverança
sem perder a doçura

Recusa os caminhos prontos
e traça uns melhores

Firme nas amizades,
sonhos de paz e amor

Desafia o destino,
amando o futuro

Voos imprevisíveis
em ares de esperança!

O que se veste de coragem
- e sonha o eterno...

Espírito maduro

O de quem cuida, com carinho,
dos trofeus conquistados

Surpreende a vida,
os velhos dias, as velhas noites...

Mãos ásperas de trabalho
(carinho suave vem delas)

Teimosia de se reerguer
um milhão de vezes...

Sem pudor...
declara seus sentimentos

Peregrina com confiança...
por sórdidas estradas

E na coragem convive...
com as dores que desmontam nosso mundo

Para cada injustiça,
oferece sua face de luta

Retidão de caráter,
esse sustentáculo de esperança!

domingo, 18 de março de 2012

Viver

É  desenvolver a habilidade de aprender...

É praticar o exercício da moderação...

Usufruir das gentilezas da natureza...

Trazer a consciência plena de humano ser...

Treinar a capacidade de perceber o outro...

Equilibrar-se nos pensamentos ornados de amor...

É seguir na prática do autoperdão, autogostar, autorespeitar...

Caminhar expressando louvores ao Criador e criaturas...

Conceber uma obra inédita todo dia,

abusando do dom da criatividade infinita...

Ser portador das ideias de cuidado, proteção, preservação...

É enfrentar os sofrimentos,

com os olhos contemplativos sob o azul calmo do céu...

Centrado na perseverança e paz

Anima-te, há um sucesso infinito por ser conquistado...

Portas se abrem, se fecham...a vida é assim mesmo!

Vida após vida, e as estrelas estão sempre lá...

Tropeço após tropeço, e o mundo não deixou de ser mundo...

Para cada engano, existe um aprendizado...

Para cada esperança, existe uma luta...

Amor, amizade, afeto: é o ponto de partida e chegada

E nenhuma armadilha tira o brilho deste tesouro...

Somos criaturas lindas: nossas mãos tem o toque da cura...


Proferidoras de lindas palavras são nossas bocas...


Irradiam um mundo melhor, nossos pensamentos...



Adaptação

No mundo robótico
escolha ser real

No mundo virtual
escolha ser autêntico

No mundo globalizado
escolha ser flexível


No mundo de mudanças
escolha ser mutante


sábado, 17 de março de 2012

Superação

Por quanto tempo tu te castigarás
por teus passos em falso?

Por quanto tempo tu trocarás
emoção por comida?

Por quanto tempo tu esperarás
pelas coisas sem volta?

E os conceitos já superados...
por quanto tempo?

E os valores ao lixo jogados...
por quanto tempo?


Por quanto tempo soprarás ao vento,
teu amor?



sexta-feira, 16 de março de 2012

Palavras singelíssimas

Não nos preenche a paz do mundo
Seja a paz para si mesmo

O tempo existe para os recomeços
Na paciência, na confiança...

Os medos antecipam a velhice
O otimismo estica o prazer

Drogas são viagens insanas,
cárceres frios, sujos...

Cada um tem sua singularidade
Cada diferente e seu potencial...

É linda a simplicidade de Jesus,
eternamente inspiradora...

A tristeza, pelo serviço do bem:
todo ser vivo louve ao amor!

Animam a vida

A dieta que afina a cintura

O trabalho que traz a indempendência

A paixão que estremece o corpo

A praia

A escola

Uma meta

Um sonho

Um café

Um banho

Uma faxina

Os sábados

As conquistas

Os recomeços

A rotina

Sim, a rotina, a boa e velha rotina...

animam a vida!

Gota de esperança

No nosso bom dia formal ou alegre
mas bom dia
No nosso sorriso forçado ou sincero
mas sorriso
Na nossa visita ao doente voluntária ou compulsória
mas visita
Na nossa esmola ao contragosto ou de boa vontade
mas esmola...

Há um orvalho de esperança:
há um pingo de sentimento humanitário

Na nossa palavra sábia ou nem tanto
mas palavra
Na nossa atenção ao próximo ou nem tanto
mas atenção
Na nossa intenção consoladora ou nem tanto
mas intenção

Há um orvalho de esperança:
há um pingo de sentimento humanitário

Na nossa convivência familiar (o amor)
ou um pouco
Na nossa relação com o idoso (o respeito)
ou um pouco
Na nossa vivência com o diferente (a aceitação)
ou um pouco
Na nossa piedade aos seres (ternura)
ou um pouco

Há um orvalho de esperança:
há um pingo de sentimento humanitário...

Sempre é cedo, nunca é tarde...

Para dar o primeiro passo...

Para escrever um novo capítulo...

Para domar o vício da gordura, do açúcar, da compra compulsória...

Para controlar a língua, medir as palavras...

Para experimentar a leveza interior do perdão...

Para amar a brisa fresca que o acaricia...

e o sol que vem de tão longe para aquecê-lo...

Para amar as pessoas belas que refletem bondade...

Para segurar na mão de Deus, e seguir...

Não vi o Natal em março

O Natal passou:

calendário trocado, nem sinal de dezembro...

Papai Noel na caixa

Cartão de crédito 'inda cheio

Ruas sem fantásticas luzes

Dalva, a estrela fria...

Telefones mudos

Dispersaram-se as famílias

Sorrisos de ocasião,
mãos que só se abrem para receber,
passos tímidos em direção ao outro,

os nossos...

Esperança, sempre...

No renascer de cada aurora,
há uma beleza nova a florir...

No renascer de cada aurora,
há um amor sincero a se exprimir...

No renascer de cada aurora,
há um sonho de paz a se perseguir...

No renascer de cada esperança,
há uma nova aurora a se eclodir!

Sinônimos

Amanhecer e reconstrução
Fraternidade e evolução

Missão e amor
Gratidão e flor

Trabalho e autoestima
Longevidade e cintura *

Paz e atitude
Vitória e virtude

Palavra-dom
Jesus-bom

Colheita e semeadura
Preguiça e amargura...

                                              *fina

Desiguais, embora iguais

Nossas mesmas origens,
nossos mesmos finais...
Entre o "ser" e o "ter",
esteriótipos desiguais

Fazer "por onde"

Se buscas esperanças,
faças do Evangelho letra viva

Se queres ser ouvido,
recobrai a sabedoria na pausa silenciosa

Se precisas de afeto,
praticai o hábito de olhar mais alem

Se procuras por paz,
renovai teus sonhos na prática da luta

Se desejas sucesso,
aprendei a lição da labuta com os pássaros

Se nada almejas,
é uma questão de opção...mas reflitas!


domingo, 11 de março de 2012

Gratidão

Nossa gratidão
aos que tem no coração boa vontade

Nossa gratidão
às mães balançadoras de berços,
às mãos tocadoras de violinos,
aos dedos tecedores de rendas...

Nossa gratidão
aos professores provedores de esperança,
e aos garis, bombeiros, diplomatas...

Nossa gratidão
àqueles que quebram os cadeados dos cativeiros,
àqueles que nos dão passagem,
àqueles que nos ofertam os valores,
nos oferecem água limpa e oração...

Nossa gratidão
ao amor dos avós,
à palavra dos amigos,
aos olhos que enxergam o irmão...

Nossa gratidão
àquEle que viveu o inferno naquela cruz...

Nosso pedido de perdão
a quem esquecemos de estender a nossa gratidão...

E àqueles que nos geraram,
a aos que fecharão nossos olhos,

a nossa profunda gratidão...


domingo, 4 de março de 2012

Bola pra frente

O hoje é uma página em branco
louca para ser preenchida...

O ontem é uma página preenchida
louca para ser esquecida...

A aurora é um renascimento...

A vida é este momento...

Abandonar o passado
é lançar ao vento
o que lhe deixa magoado...

Esvaziar a mente do ato desmiolado...

e encher o pulmão de novo
de novinho vento...

sábado, 3 de março de 2012

Estudar pra que?


Pra não contar com a sorte falha
Pra curtir da vida, o que deriva dela 
 (a primavera)
Pra se desintoxicar do tédio, que mata
Pra não assistir a vida da tela
(ou da cela)

sexta-feira, 2 de março de 2012

Pra refletir

Fulgurante  luzente
                                                 criatura querida
inspira ternura
                                                 servo fiel
de olhar cândido
                                                 pacífico humilde
valoriza a vida
                                                 nobre ser
fofo gostosinho
                                                não agride a natureza
não degrine sua raça
                                                não guarda rancor
puro sem pecado
                                                sem malícia e orgulho
belo  elegante
                                                Ele é bom
admirado  notável
                                                Ensina os filhos
companheiro  amigo
                                                sentimental

                     -Ele quem, um humano?
                     -Quem dera! Um bichano.

                                                       

Escola boa em negrito. Escola ruim em efeito sublinhado.


Dá asas e ensina a voar
Cancela os planos para o futuro

Abraça
Abandona


À esperança!
Ao tempo travado!

Gera progresso
Produz escórias 

Mostra o Norte, o caminho das pedras
Sem bússola e GPS: um caos


É como pomar ruidoso, repleto de vida
Tal terra seca, prato vazio, casa em ruínas


Projeta sorriso fácil com dentes cuidados
Espelha sombras, reflete nada

Evolui o mundo. Humaniza os seres.
Vaga no espaço. Silencia  a canção.