terça-feira, 15 de maio de 2012

Educação em greve

Não dar valor...que erro mais grave!
Uma dívida secular com professores...
Condições e salários desmotivadores...
Um Brasil renegado... restou a greve!

O PIB não foi aplicado, isso se deve,
ao desprezo a quem forma os doutores...
Escolas de jardins de murchas flores...
Invisíveis projetos em tinta cor de neve...

Sem tecnologias, nossas salas lotadas...
d'onde sai a matemática não aprendida...
"Nóis veve" de esperanças abortadas...

Sem sutura, e aberta essa ferida...
A frustração : a coisa pública pilhada
A miséria : a coisa pública estorquida