sábado, 26 de maio de 2012

Final de mês do professor

Final de mês, um desespero total!
É professor na feira atrás de xepa...
O cartão estourou, secou a teta...
Ansiedade de chegar o dia capital...

Arrasta o mês, voa o cheque especial...
Segunda quinzena, e a vó pela greta...
Equilibrando mais que canguru perneta,
o professor bota mais água no cural...

Tira-lhe o sono, o terrível imprevisto,
que afunda ainda mais o navio...
Enquanto isso, ronca o Ministro...

É o dinheiro do mestre, em eterno extravio...
Da conta bancária, evapora sinistro...
Um salário-bomba, de curto pavio...