domingo, 24 de junho de 2012

Corda bamba

Vai a nave
Voa a ave
Escoa a vida

O destino está por um fio fino

O futuro está em cima do muro

Tudo tão frágil e fulgaz
como rastro de cometa:
nosso corpo
nossa casa
nossa cidade
nosso planeta

Não leve severidade consigo
-que deste mundo ninguém sai vivo

Siga atentamente:
as melhores e as piores coisas acontecem rapidamente

A única segurança é a insegurança

Tudo na vida balança

Confie só na mudança