segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O verdadeiro Natal

Está no pão quentinho ofertado...

Está no abraço aliviador de perdão...

E no "eu te amo" desengasgado...

Na prece o Natal, no aperto de mão...

Natais estão, e sempre estarão,

na esperança do desenganado...

De Jesus Natais, sempre brilharáo,

para tecer o homem melhorado...