quarta-feira, 28 de novembro de 2012

atualmente escrevo sobre o Natal

são poemas, frases, mensagens, tudo pequeno, bom para facebook. Podem compartilhar.

Nunca será Natal

Para quem piedade não sente...

Para quem a consciência não pesa...

Para quem não imprime marcas de paz ...

Para quem não sonha em parar o tempo...

nunca será Natal!

O Natal mudou

Olhos que só enxergam a si...
Olhos limitados, que só veem beleza
em impérios de sal...
Olhos vendados à delicadeza
da cheirosa flor matinal...

meu Deus, como mudou o Natal!


domingo, 25 de novembro de 2012

Salve Natal!

Salve, Natal!
Flor que desabrocha uma vez ao ano...

Salve, Natal!
Chuva ocasional de deserto...

Salve, Natal!
Um dia de humanidade...

Salve o Natal!
Esse raro resplandescer de esperança...

sábado, 24 de novembro de 2012

O Natal é feito...

De cálida luz
De saudades e lembranças
De esperanças
De amor sem egoísmo

O Natal é feito,

De humanidades
De sentimentos nobres
De perdão e recomeço
De santas preces

O Natal é feito,

De contemplação
De plenitude
De estórias incríveis
de tréguas...

Atendei ao chamado do sino

e dobrai o joelho...

Atendei ao chamado do sino
e crê que a estrela 'inda guia...

Atendei ao chamado do sino
e aceitai o fulgor divino...

Atendei ao chamado do sino
e chorai sob a manjedoura...

O que é Natal

Natal é partilha:
um pão, um agasalho, um abraço...

Natal é saudades:
o tempo volátil

Milagre do amor:
a mão que age

Natal é fé:
a água em vinho!

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Mais um Natal...

Em gotas de brandura e chocolate
chegou o Natal

Em laços de fita e família
chegou o Natal

Em apelos de paz e propaganda
Natal, Natal

Em alicerce de amor e capital,
ei-lo...

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Clima de Natal

Instaura-se a esperança
-fulgura a estrela-guia

Lampeja o amor
-presépio em fôlego de vida

Enternecem-nos canções
-deserto gerando flor

Vibra a nostalgia
-trégua dos tormentos humanos

Resgata-se a fraternância
-mãos ofertando o bem

Ecoam fluídos bons
-centelhas de sonhos de paz

Verte-se a luz
-Natal, cálida flâmula...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

poema consolador de Natal

Seja qual for tua dor,
consola-te no serviço do bem

Seja qual for tua saudade,
compreenda os espectros no além

Seja qual for tua fraqueza,
sê grato a mão que lhe sustém

Seja qual for teu trauma,
te aqueça ao sol também

Seja qual for tua desesperança,
amém:
o menino Jesus sempre vem! 

Será Natal

Toda vez que o bem clarear a treva...
será Natal

Toda vez que a fé esmorecer o medo...
será Natal

Toda vez que o perdão fechar uma ferida...
será Natal 

Toda vez que a piedade verter uma lágrima...
Natal, Natal, Natal!

Natal!

Mão perseverando no auxílio...

Fraternidade secando pranto...

Esperança semeando alegria...

Amor organizando o caos !

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Já é Natal...

Já mostra o caminho
a estrela-guia...

Já exulta em Deus
a humanidade...

Já irrompe no coração
a solicitude...

Já vem no ar
este mistério...

Já é Natal!

Natal...

Desejo de aprimoramento...

Esperança fecunda...

Paz consoladora...

Apogeu da família...

Milagre do perdão...

Redenção ao amor!

É o Natal...

Ao menos uma leve euforia íntima...

Uma árvore frondosa, acolhedora de vida...

Graça de Deus que caiu do céu...

Vela de chama interminável...

Magia dos sinos...

Jesus que não desiste de nós... 

domingo, 18 de novembro de 2012

Natal é...

O que cultivamos e cativamos...

Um dia de humanidade...

Uma foto tirada de nosso melhor ângulo...

Uma estrela que sempre estará lá...

Uma estoria que adentra o eterno...

Milagres de Natal - número dois

Reaviva a esperança vencida...
o Natal

Encoraja a criatura cabisbaixa...
o Natal

Restaura os sonhos adiados...
o Natal

Asserena as cidades austeras...
o Natal!

Milagres de Natal -número um

O Natal deslumbra
o mais incrédulo dos espectros...

O Natal enxuga
a mais úmida das faces...

O Natal desarticula
o mais ardiloso dos espíritos...

O Natal amalgama
a mais frágil relação humana...

 

O Natal tem valor - número dois

O Natal tem valor:

Quando damos atenção
às criaturas...

O Natal tem valor:

Quando agradecemos, a Deus,
a graça que não merecemos...

E quando alegramos, com nossa esperança,
o coração contrito...

E quando contemplamos, no próximo,
o fulgor de Deus,

o Natal tem valor...

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

O Natal tem valor - número um

O Natal tem valor:

Se destacamos, na decoração,
o presépio...

O Natal tem valor:

Se nos congregamos, em oração,
à mesa...


Se barganhamos as prendas fúteis
por atitudes nobres,

O Natal tem valor,

Se trocamos prazeres insalubres
por hábitos saudáveis...


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Chegou o Natal...

Festa das flores
Colheita dos frutos
Utopia em cores...

Chegou o Natal:

e o pedido de perdão,
a visita ao doente,
e a bela canção...

Chegou o Natal,

seu sonho de paz,
sua esperança e luz...
nascendo em Jesus!

Natal é tempo

De abrir a mão
que se fechara...

Ajudar a quem
lhe implorara...

Crer na luz 
que lhe guiara...

Amar Jesus,
que lhe amara...

Natal real

Natal não é só brilho
É estrela real
que nos guia...

Natal não é só presentes
É abraço  gostoso
de amigo...

Natal não é só promessa
É felicidade
que se cumpre...

Natal não é só uma noite
É um tempo
de amor e paz...

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Natal de Jesus

É de Jesus
essa luz
que nos conduz,
que nos seduz...

De Jesus 
essa humildade,
essa bela 
clarividade...

De Jesus 
vem perdão...
De amor
seu sermão

O Natal,
de Jesus,
em sonho de paz
se traduz...

mãos de Natal -número três

Mãos tocadoras de harpas,

mãos ágeis no serviço do bem...

Mãos que ofertam sopas e cobertores,

mãos  que oferecem um lenço...

Mãos que não colhem as orquídeas,

que não apontam o dedo em riste,

que não apertam o gatilho

-as mãos de Natal...

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

mãos de Natal - número dois

Mãos que oferecem mais que recebem,

mãos que enfeitam os pinheirinhos...

E que cantam em libras,

e que dobram os sinos,

e ninam  crianças...

Mãos que labutam co' amor,

mãos que fecharão meus olhos...

São as mãos de Natal!

Mãos de Natal - número um

Mãos que saciam a fome do Haiti,

mãos que amortizam pesos,
e se oferecem em perdão... 

Mãos que regam as flores nas ruas,

mãos responsáveis,
que rejeitam drogas...

Mãos santificadas,
que curam, benzem,

mãos voluntárias 
que erguem mãos caídas:

as mãos de Natal!


domingo, 11 de novembro de 2012

pequenas meditações sobre o Natal

"O Natal nos reveste de um espírito novo..."

"Eis a oportunidade de livrarmos da inércia, da covardia..."

"Vale a piedade, vale a ação muito mais..."

"Natal é doação: dar aos que pediram..."

"As ruas estão repletas de Natal 
-ainda há esperança..."

"Vem, Natal, por o brilho nos olhos..."

"É esse o mistério do Natal:
a fascinação, a magia, a nostalgia,
que destoam desse mundo!"

Natal sem culpa

Não incriminemos o Natal
e seus laços de fita

Não condenemos o Natal
e sua festa bendita

Criança que aguarda o Natal
-ansiosa, aflita

Não, não julguemos o Natal
e sua árvore bonita...

O Natal vai além...

Do início da trajetória
do trágico final

Vai além, o Natal...

de uma estória romântica,
de uma missão casual

Mais adiante, o Natal...

do sacrifício em vão
de uma vida trivial...

Natal ideal

As luzes do Natal
sobre as sombras, os cinzas...

A canção do Natal
sobre a solidão, o silêncio...

Os símbolos do Natal
sobre a angústia, a tristeza...

O Menino da manjedoura
sobre as armas, as tragédias...

sábado, 10 de novembro de 2012

Um Feliz Natal aos portadores de necessidades especiais

Feliz Natal...
ao cego que vê um futuro brilhante

Feliz Natal...
ao surdo que ouve as palavras sábias

Feliz Natal...
ao cadeirante que caminha confiante

Feliz Natal...
a todos os "deficientes" eficientes!

Frases de Natal

"O Natal é o mais humano dos dias"

"É Natal -apesar, mesmo que, ainda que..."

"Mais que nostalgia, Natal é mão que articula auxílio" 

"O Natal não admite corpos cadavéricos de fome"

"A esperança justifica o Natal"

"Natal para saciar a fome: de alimento, de amor..." 

O Natal...

Renova nossas forças
(mesmo se a luta, em vão)

Fortalece nossa fé
(mesmo se a alma, cansada)

Encoraja-nos
(mesmo se a sorte, fugidia)

Sacode-nos
(mesmo se o homem, frieza...)


O Natal nos espera

O Natal nos espera...
com sua voz suave

O Natal nos abraça...
com seus braços longos

O Natal nos acolhe...
em seu regaço macio

O Natal nos consola...
pois Jesus nos ama

Os presentes de Natal

Vieram os Magos do Oriente
com um mundo de presente
Nem se encabulou Maria,
pois Jesus lhe sorria...

Um presente, hoje em dia,
significa, ou deveria
- Jesus, presente de Deus
a salvar os filhos teus...

Na era atual, o Natal,
pena, só material...
Veraz felicidade
é na fraternidade!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Flores para teu Natal

Se me permitisse o orçamento,
eu lhe faria um ornamento
-tulipa vermelha,
para a mesa da ceia

'inda em pensamneto,
aceite esse presente de vento
-papoulas em branca luz
para esperar Jesus

E para tua varanda,
folhas verdes em guirlanda,
signo de renovação:
lindos dias florescerão...

Palheta de cores para o Natal

Verde oliva,
para o meigo olhar de Maria...
Seus cabelos de seda:
terra siena queimada, pintaria...

José, jovem ativo,
cor de pele canelada...
Olhos profundos,
num verde esmeralda

E cor de pele rosada,
pro Jesus divinal...
Olhos que vem do céu:
azul nirvanal...

Natal

Natal
da cor de prata e de ouro...
O apelo de paz
é teu tesouro

Natal
das harpas angelicais...
Seus sons mais lindos,
das palavras fraternais

Natal
do aroma tentador...
Extasia os sentidos,
seu amor!
 

O Natal é além

O Natal é além
dessa bota de feltro a colher pedidos...

O Natal é além: 
da casa brilhante, dos aromas divinos...

Além...
da correria, da troca de presentes

O Natal vem em missão de amor:
sejamos irmãos e já é Natal!

 

Sonho de Natal

Eu quero um Natal diferente,
com notícia boa no jornal...

Baseado no sustentável,
com uso de luz natural...

Comida vegetariana,
sem sacrifício animal...

Eu quero, queria o Natal,
simples assim, no fraternal...

Só Natal...

Ao pai que resgata o filho drogado,
um Feliz Natal!

Ao comerciante que dá brinquedo,
um Feliz Natal!

Ao pescador que doa peixe,
um Feliz Natal!

Ao Jesus que se oferece em sacrifício,
um Feliz Natal!

Natal desigual

Até quando, ó Natal,
tua ceia desigual?

À base de pé de frango
ou bacalhau...

Regado à vinho do Porto
ou à água torneiral...

Até quando, ó Natal,

teu prato plástico,
tua taça cristal?

Feliz Natal para o amigo

Quero lhe desejar Feliz Natal,
a você, amigo, meu vento na tarde...

Um Feliz Natal...
a você, amigo, meu vinho docinho...

Um Feliz Natal...
a você, amigo, meu piano de cauda...

Feliz Natal a você, amigo,
meu campo de girassois!

Cadê o Natal?

Cadê tua estrela clara guiadora, ó Natal?

Da mangedoura pobre, cadê o brio?

Cadê seus Magos, reis da humildade?

Aonde tu, ó Natal, nesse campo minado?

Natal, apesar de tudo...

É Natal
-ainda que a evolução, lenta...

É Natal
-ainda que o amor, em gotas...

É Natal
-ainda que a paz, em sonhos...

É Natal
-ainda que Jesus, cansado...

 

Esperança no Natal

Se há um coração em revisão
                             em contrição
                             em conversão
              ESPERANÇA!


Se há um gesto de cuidar
                            de curar
                            de cantar
    ESPERANÇA!  ESPERANÇA! 

Se há um Jesus 
que nos conduz
à eterna luz...
ESPERANÇA! ESPERANÇA! ESPERANÇA!

 

domingo, 4 de novembro de 2012

Ser grato ao Natal...

pela migalha de pão

Pelo minuto de paz,

                                  (sê grato)

A intenção do perdão

                                      (sê grato ao Natal...)

Florzinha rara
que se abre uma vez ao ano

Do Natal

Do pecado ao perdão
Do silêncio à canção
Do vazio à esperança
Do medo à segurança
Da treva à luz,
o Natal de Jesus...

Essência do Natal

Um coração perdoador
e cordial:
o que se deseja
do Natal

A intenção do bem
mais ação fraternal:
o que se espera
do Natal

Pensamento vibrando
no amor triunfal:
o que se quer
do Natal!


Feliz Natal no facebook

Feliz Natal nas redes sociais...
e nas relações pessoais

Feliz Natal no celular...
e no seio familiar

Feliz Natal no face...
e um beijo na face

Feliz Natal no plano virtual...
e no mundo real!

O Natal pode

O Natal é brilho
mas pode ser estrela

O Natal é sonho
mas pode ser luta

O Natal é magia
mas pode ser ação

O Natal é momento,
mas pode ser, será...

O Natal já vem...

O Natal vem...
diluir as mágoas,
estancar os vícios...

Vem...
enlaçar as mãos,
sublimar as preces...

Vem, Natal,
demarcar as trilhas,
no meio dos mares...

O Natal vem de novo...
nas ações mais simples,
no partilhar do pão...

Cena de presépio

O bebê no estábulo
A mãe virgem
O pai que não duvida

Natal, pureza d'alma...

Natal em 2012

A violência em São Paulo
A crise na Europa
A estiagem no Nordeste

Tudo perdido parece...
Mas o Natal taí de novo
-estrela  que  no  caos
                   resplandece

sábado, 3 de novembro de 2012

Natal é...

Jesus, menino humilde
que nos dá sabedoria...

Jesus, menino pobre
que nos dá riqueza...

Jesus, menino desconhecido
que nos dá esperança...

Jesus, simplesmente um menino
que nos dá, sem nada pedir...

Natal todo dia

Deveria ser Natal todo dia:
a fome não espera

Deveria ser Natal todo dia:
criança quer colo

Deveria ser Natal todo dia:
clama perdão a consciência

Deveria ser Natal todo dia,
pois o amor nos salva!


Delírios de Natal

Não duvides que o Natal,
dócil gesto de caridade...

Não duvides que o Natal,
esperança, fraternidade...

Não duvides que o Natal,
beleza para a cidade...

Não duvides nunca, que o Natal...
fonte de eterna felicidade!

Porque é Natal

Alguém doa roupa, brinquedo,
porque o Menino o inspira...

Alguém visita um asilo,
porque no céu guia a estrela...

Alguém sorri e lhe alenta,
porque disse sim, Maria...

Alguém estimula seus sonhos,
porque hoje é Natal!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Paixão pelo Natal


As vitrines das lojas de novembro...
Prenúncio de alegria, que delícia vê-las...
Arvorezinhas mimosas, que bom acendê-las...
Estrelas reluzentes a aguardar dezembro...

Clima de euforia, há muito me lembro...
As coisas essenciais, é bom dizê-las...
Ações fraternais, melhor cometê-las...
O presépio é de Jesus, brilhante membro!

Fulgurante simbologia...bela e significante
Espiritualidade e matéria...em consorte
Tilinta a vida...Testa-se o espumante

E uma velha canção a saltar da glote...
Há algo no ar, luzente e esfuziante...
O Natal é o antônimo da morte!

Vale a pena o Natal

Vale a pena
o Natal
se te arranca um suspiro
anormal

Vale a pena
o Natal
se a luz do bem,
sob a senda do mal

Só vale esse dia
especial
se a pressão não sobe
no sal

Se no jardim
desse umbral,
floresce o bem,
fenece o mal...

E se nasce Jesus 
triunfal,
e seca tua face
lacrimal...

Vale a pena 
o Natal...
Se a finança sobrevive
à saga comercial

Se cai o movimento 
no hospital,
no posto policial,
vale o Natal...

Luzes, enfeites,
coisa e tal
Mas sem mangedoura
é cabal!

Se alem da festa
sensorial,
na esfera
do transcedental...

Se nasce Jesus,
ó meu jogral,
e emociona o coração
de metal...

Se não ofusca
o Cordeiro Pascal,
Noel,
vale o Natal!

Vale a pena,
afinal, o Natal:
se a união fraternal,
não teatral...