sábado, 3 de novembro de 2012

Delírios de Natal

Não duvides que o Natal,
dócil gesto de caridade...

Não duvides que o Natal,
esperança, fraternidade...

Não duvides que o Natal,
beleza para a cidade...

Não duvides nunca, que o Natal...
fonte de eterna felicidade!