terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Natal da criança pobrezinha

É muito menino 
p'rá pouco Noel
A carta não lida...
Noel cruel!

É muito cheiro
p'rá pouco pirão
Demais barulho
e breve a canção

É muita lenda 
p'rá muita utopia
Muita promessa,
poucalegria

Realidade dura
p'ro sonho lindo...
Pobreza pura
em desejo findo...

É muita mídia 
a desvirtuar o Natal...
O presente não veio:
noite lacrimal