quarta-feira, 17 de abril de 2013

Matar baratas

Quando explode
assassino o instinto

Quando a arma
o alvo mira

Quando o prazer
como chocolate

Quando há culpa:
karma, pecado

 quando não,
necessidade...

Quando o CRÉQUI
me condecora

Quando o sangue
branco* me acalma

*baratas tem o sangue branco