terça-feira, 16 de abril de 2013

Eternas baratas

Abomináveis pragas
que infestam este mundo!

Nas gretas
nas gavetas
nas canaletas
nos infernos

quentes
escuros
úmidos
gordurosos

proliferam

os olhos (míopes?)
nos espreitam...



Sucumbirão um dia os homens
Imperarão as baratas

com ou sem cabeças *
sem ou com asas

Vão trocando de casca
Vão resistindo aos venenos
Vão infartando as mulheres
Vão enojando a vida
Vão...

sonhando o tempo
do planeta esgotado


*as baratas sobrevivem até uma semana sem cabeça