sábado, 18 de maio de 2013

Algo novo começou...
Alcançáveis, as estrelas...
Verdíssimas, as veredas...
Decifráveis, os mistérios...
Novíssima é a vida!
A plenitude do tempo, enfim...
A fraternidade nos homens, enfim...
A morada sem muro
A paz sem ameaça
A rosa sem espinho
A vivência sem temor, enfim...
Sonhos da velha vida, 
que agora se concretizam...
E uma imensa alegria, 
porque o amor não morre...