domingo, 5 de maio de 2013

A seguir, POEMAS SOBRE BARATAS DOMÉSTICAS

Modelo que deu certo:
a barata do Carbonífero!

Design perfeito,
obra-prima da evolução!

Sobrevive sem cabeça,
sem ar sobrevive...

à radiação, ao calor,
ao homem, às eras... 

Cara barata,
és nojenta e admirada...

 Sua vida livre,
que é de boa...

 Passará tudo...
Passarão todos...

Adivinha então,
 quem passarinho?