sexta-feira, 19 de julho de 2013

É o Natal que...(poema número sete)

É o Natal que...
põe na boca a palavra doce

É o Natal que...
nos indica o caminho
nos chama para o bem
e compartilha o que se tem

É o Natal que...
instaura a paz
instala a luz

É o Natal que...
arma as flores com perfume
desarma os homens com Jesus

É o Natal que...
anula o supérfluo
desabrocha a essência

É o Natal que...
origianal   puro
santo   íntegro

É o Natal que...
tão intacto
tão jovem 
tão denso
tão vivo
tão fruto
tão frorescência...

É o Natal que...
abre as janelas
rega as flores
oxigena   aduba
 
e permite os sorrisos
e declara a alegria...

É o Natal, que
belo exemplo...

É o Natal, que 
fascinante história...

É o Natal, que
valiosa lição...

É o amor, que
no Natal vem...