sábado, 3 de agosto de 2013

Muitos temeram a Cristo

Muitos temeram a Estrela,
que indicava algo novo...

Muitos temeram a Cristo,
e seu poder uno...

Muitos temeram um Menino
que iluminado era...

E iluminador, e bom, e santo,
e casto, íntegro, ético...

Muitos temeram a Cristo, 
e a grandeza dos humildes...

Muitos temeram por Cristo,
e a força dos fracos...

Muitos invejaram a Cristo,
que não invejara ninguém...

E correntes quebrara
e o vil perdoara, esse Jesus...

que era um Deus na Terra,
da verdade, do esclarecimento...

Suas profecias,
e quantos tremeram...

O Cristo das sandálias gastas,
das grandes jornadas...

Levantaria os mortos,
homem da áurea clareada...

O amor revoluciona,
e por isso temeram!