sábado, 31 de agosto de 2013

Onde está o Natal?

No amor capenga
Na esperança caduca
Na piedade que se desprende do coração...

No domínio da fúria
Na supressão das crises
Na nulidade das guerras...

Na depressão vencida
Na reviravolta do esmorecimento
No sonho que impulsiona...

Na espiritualidade mais profunda
Na sensibilidade mais delicada
No orgulho mais derrocado...

Na angélica cantata
Na delícia da fruta
Na cicatriz do perdão...

No colo de Maria
No conselho de José
Na coragem de Jesus...

Num fio de esperança
Num filete de caridade
Num grão de cristandade...

 No brinquedo doado
No pão repartido
Na palavra acudidora...

Na alegria do jovem
No poder do humilde
No saber do centenário...


 aí está o Natal!