domingo, 1 de setembro de 2013

Feliz Natal para quem teve um ano ruim!

Pro que fita o chão, a ternura...
Para a clausura, a canção...
Para o sem-luz, a bonança...
Ao sem-esperança, tem luz:
Natal que reluz Jesus! 

Ao da tristeza, sol matinal... 
Pra lida material, só beleza:
berlinda que aflora . Ao ocaso findo:
 presépio lindo, que se aprimora...
Que magistral o Natal!