quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Panetone

Quando ressurgem os panetones,
gran' alegria invade...
Gratidão à Milão, Florença,
e pela mão d'algum frade...

Seja salgado, o pão macio,
chocotone, columba pascal...
O "pan di toni" nos traz refrigério:
-de novo e sempre, o Natal!

Eis que ressurge em original
formato: cúpula de igreja...
Fragrância de nostalgia,
sabor licor de cereja...

Não falhes nunca, ó doce pão...
Venhas nas eras, tal Jesus...
Serias símbolo-mor, do Natal,
se não o fosse, o Menino de Luz...