quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Cancelando o Natal

Esse ano,
do apocalipse final,
nenhum Natal 

Esse ano,
do arrefecimento 
sentimental...

O mar subiu
em Natal:
não tem Natal

Sobe dólar 
juros
Inflação surreal
Que Natal?

Cinquenta reais o quilo
-a castanha de Portugal

Definitivamente,
nenhum Natal!

Com desemprego,
sem recital
Sem Natal,
no lamaçal

A fúria dos ventos,
o furor social...
Farta a massa,
falta cereal

A mídia que emburrece,
o silêncio no colmeal...

Sobe a pressão arterial:
o suco de uva artificial

(guardai o castiçal)

Esse ano, sem Natal...