domingo, 10 de novembro de 2013

Natal esquisito

Tá estranho,
esse Natal...
Comércio vazio
em Portugal

Que insosso,
esse Natal...
O feijão tá ralo
-nem colorau

Crise brava,
esse Natal...
'spiritual, 
financial

Não chove há meses
em Natal...
Não neva nada
em Montreal

Cartão algum,
a vista real...
Só ilusório,
no virtual

A violência
ao urutau...
Insolência,
coisa e tal...

Êta Natal,
banal que só...
O poema idem
-de dar dó

Tá utópico,
esse Natal...
É que o povo,
tá no sal