sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Sopão de Natal


De norte a sul
da terra Brasilis,
mãos caridosas
enchem cantis...

Cortam batatas,
temperam macarrão
Floresce no Natal
esse botão...

de rosa rosada
corada de amor:
doa ao miserável
sopa, cobertor

Oferece ao drogado
palavra de conforto
Jesus ressuscitou 
um morto!

De Natal em Natal
elas aparecem...
Almas boas
que se compadecem

E do céu descem,
pra aliviar a dor...
Dos que mutilam
seu cerne sonhador...

De leste a oeste
das terras brasileiras...
Jesus nascendo,
de várias maneiras...