domingo, 17 de novembro de 2013

Natal 2013

As Filipinas
foi pelos ares...
Missa do Galo, 
sem altares

Sertão estéril,
sem chuva...
Esse ano,
vinho sem uva

Tá salgado,
o bacalhau...
Natal quebrado
em Portugal

Brasil nas ruas,
de novo...
Vinte centavos
calou o povo

Eclode a fúria
nesse país...
Fingir de morto
é a diretriz

Secam águas,
surtam animais...
Meu Deus,
que Natais?

Trabalho escravo:
velho, criança...
Pende prum lado
a balança

E o perigo
rondando o zênite...
Na minha cabeça
caiu satélite

Inflação,
e eu tô no sal...
Pior seria
sem Natal