sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O Natal de Madre Teresa de Calcutá

Mais que migalhas de pão...
Matara a fome do mundo,
faminto de comoção

Mais que a canção enfadonha...
Acolhera o órfão,
desalojando a maconha

Roupa cheirosa, no capricho,
pro drogado, pra prostituta...
Ganhara ninho 'té bicho

Juntara à ceia do asilo,
um velho achado na rua...
Traçara um Natal tranquilo,

cingido do amor de Jesus...
Fora um milagre vivo:
fracionara o peso da cruz