sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Homenagem

Augusto Ruschi  (ambientalista)


Os olhos para apreciar as orquídeas...

Os passos para salvar a nós mesmos...

Os braços para apoiar os índios...

As mãos para desenhar beija-flores...

Os ouvidos para captar os gorjeios...

Rude voz para expulsar madeireiros...

Para pulsar amor à pátria, o coração...

Para reformar o planeta, a consciência...

Para adentrar o eterno, os ideais...

E para manter a verdura dos montes,
a enorme bravura...