domingo, 22 de dezembro de 2013

O Natal na rua 25 de Março

Buscar louca-
mente
por coisitas...Real-
mente,

a gente perde tempo
e dinheiro suado...
Adquirindo objetos
pro ano passado...

Que o ano já é outro,
lá vamos nós
renovar o estoque...
O celular de novo toque

A arma de novo choque
O sapato de novo salto
Tanta parafernália
e juros pro alto!

Comprar presente...
que num futuro breve, lixo
Tanto rio seco,
tanto sumiço de bicho...

O planeta não suporta
tanto saque,
nem a conta bancária
tanto baque

E a Vinte e Cinco
bomba Bombaim
Eu vi um chinês
espadachim

Falando mandarim,
riu de mim...
Escravizou o 
pobre curumim

Eu queria terminar
com uma receita 
de macarrão instantâneo...
Mas seria insano

(se fosse ao menos
massa do Mediterrâneo)
Tomate orgânico,
vinagre balsâmico...

Então vou terminar
citando Drummond,
que da história 
não perdeu o bond'...

"O último dia do ano
não é o último dia do tempo
Outros dias virão,"
a tempo

de rever os vícios
que temos herdado...
E reutilizar os trecos
do ano passado