terça-feira, 11 de março de 2014

O que leva o rinoceronte a correr atrás da bola?

É o delírio do poeta...

É a viagem que pede o leitor...

A quebra da rotina,
a quebra da rima perfeita...

Imaginação sem preconceito!

Viagens a terras exóticas...

Descoberta de novos mares...

Aventura para os neurônios...

A lucidez embaçada...

Não pelas drogas,
mas pelo desejo:

Preencher as páginas em branco...

Encher os rios de murmúrios...

E as noites de luas alvas...