sábado, 26 de abril de 2014

O que leva o Neymar a correr atrás da bola?

O mesmo que Pelé,
o mesmo Pelé...

O mesmo que Garrincha,
o mesmo Garrincha...

O mesmo que Maradona,
por que não Maradona?

O mesmo que Neymar,
o mesmo Neymar...

O mesmo o que leva o garoto
do morro...

a jogar na Gávea,
no Gavião...

O que leva o brasileiro
de gíria, ginga

a driblar a moleza, 
são mórbidos dias...

O mesmo o que leva meninos
sul-norte

brilhar no Maraca,
mudando a sorte...

E o mesmo leva a paixão
à não morte

no peito, (e alegria),
ele contagia...

Neymar que leva e traz
na bagagem

exemplo pra gente
vencer a estiagem

Bola pra frente,
enchendo barragem

A chuva não veio,
crer na miragem...

Hora dessa ele treina,
e eu pego o busão

Porque Neymar venceu,
e é belo o pavão

É espreguiçar a carcaça,
se entregar não...

É sacudir a poeira
e amassar o pão

Hora dessa ele malha
e nos inspira...

Energia química, 
alcalina pilha...

Neymar que aspira
ideais sem fim...

Hora dessa no treino,
à luta, 'piniquim!