segunda-feira, 7 de abril de 2014

O que leva uma pessoa obesa a correr atrás da bola?

Desejo prolongar
os mórbidos domingos...

Tão 'vilhosos são,
os banais instantes...

Que se protelem passeios: 
cachorros, crianças...

Se desentupam veias, 
bombear a pujança...

Que trafegue livre
no próprio corpo

a rubra seiva,
tal pássaro livre...

Eu vejo o tempo
driblado e vencido...

Eu vejo o ciclo,
'novada primavera...

Eu vejo a esperança,
fácil  'vistá-la...

Luz qu'eu vejo,
fácil vesti-la...

Eu vejo a vida
saltando em campos

verdes nirvanas,
bom destilá-la!