sábado, 3 de maio de 2014

O que leva a professora a correr atrás da bola?

Quem pelejou com moleque,
ternamente...

Tabuou o alfabeto
n’alheia mente...

Trabalhou a lógica
tão logicamente...

Esta que rega,
do futuro, a semente...

‘inda chega em casa,
e cai no batente...

Voa leve agora,
no campo vertente...

Seu  objeto de estudo,
assim simplesmente:

a bola que rola,
tão ludicamente...