quinta-feira, 22 de maio de 2014

O que levou o jogador Dener a correr atrás da bola?

Esse cometa,
brilho ofuscante...

Foi-se ligeiro,
rastros deixou...

Tão cedo,
porque era bom...

Precoce partiu,
tornar-se anjo...

O Dener, da periferia
pro mundo...

O Dener,
poeta das bolas...

Virar o jogo,
a mesa, a vida...

No futebol,
expressão e ópio...

No futebol
-paixão e negócio

Mas o Dener,
da ternura e tragédia...

Da trajetória:
sonho inacabado...

A viagem,
missão rompida...

O Dener Augusto,
dos Anjos...

O Dener:
augusto cometa...