terça-feira, 3 de junho de 2014

O que levou o Izídio Osório (jogador que nunca marcou gol), a correr atrás da bola?


Coisas do destino,
ninguém se atreve...

Atinar porque a bola,
e um homem

não se comunicam,
não se trumbicam...

É sobre o Izídio,
vulgo Cascudo,

um casca grossa,
se trata-se de bola !

Um moço esforçado,
menino aplicado...

Mas desconjuntado,
até engraçado...

Neca de alegria,
nadica golzinho...

Seja bem destilado,
ou mal desenhado...

Assim escreveu sua
lenda, o Izídio...

Assim aceitou sua sina,
e perversa...

Coroando-o no pódio:
pior dos piores...

Ou dos melhores,
posto que Deus é graça...

Mas assim é a vida,
feita das lutas...

Com raça enfrentadas,
não amareladas...

Feroz correu,
e veloz, o Izídio...

Atrás da bola,
que dele correu...

Mostrar pra gente,
que a intenção que vale...

É essa que alinhava,
sonhos e estrelas...