sábado, 19 de julho de 2014

Visitante nº10

Eu trago o frescor do vento,
o esperançoso alvor...
Eu trago os passantes ligeiros,
suas modalidades de humor...
Eu trago coisas bastante,
e o que dos olhos, diante...
Eu trago para Ti, ó Jesus
Teu céu sem limite, e luz...
Trago-Vos a realidade concreta:
eu sou a Janela aberta