sexta-feira, 25 de julho de 2014

Visitante nº17

Tua vaidade eu modero,
'inda preencho tua mente...
Supro tua necessidade,
conduzo teu passo a frente...
De sol a sol retiro o sal:
desabrochará semente...
Desviar-te do ócio eu presto,
a meu Criador amor atesto,
vagueias tu ao léu, protesto!
Eu sou o Trabalho honesto