domingo, 24 de agosto de 2014

Visitante nº41

Vem humilde o visitante, 'inda que
rei, tal o Menino Brilhante...
Vem com voz de uirapuru,
' ao presépio, fascinação...Azul
é a tarde, e o sol que arde,
revela o trovão...Que vibra
as estruturas, treme coração...
Nenhuma trova, meu Jesus,
traduz a glória, tal 'strela reluz,
meu dileto Rebento: eis o Milton Nascimento!