segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Perspectivas 2015

Melhor pensar em 2016,
juro procês...

Que os juros ano que vem,
saudades de trasantontem

A propina do companheiro
ferrará petróleo e alcooleiro

Nosso pibinho franzino,
e o chinês, pançudinho...

Se o caldo tá osso,
'inda mais insosso

Se do poço, no fundo,
'inda mais profundo

Fala em seca a vidente,
evidente que não mente...

E a Amazônia-insônia
-previu Rondon em Rondônia

Pensar nas Olimpíadas,
nas oliveiras do Olimpo...

Ouvidar o que se prometeu,
nada e nunca se deu...

Eu aposto, até gosto
desse papo do Papa:

aceitará casais,
todos hormônios sexuais...

A paz reinará na metrópole
-na necrópole

Ácida a vida como uva
dançará sem chuva

E na merenda da alunada,
predominará bolacha quebrada

O ano vindouro, enfim,
só a base de gim!