sábado, 21 de fevereiro de 2015

Anchieta caminha,
e é por amor...
Na lapela da batina,
flor

Anchieta caminha:
fronte calma...
Vai zelando:
flora fauna...

E é bom que caminhe,
precisa-se herói
No país onde
a ética dódói

Repreende Anchieta
o cativeiro...
O aborígene não se
curve ao forasteiro!

Reprocha Anchieta
a pilhagem...
Pedra sobre pedra
nessa paisagem!

Anchieta caminha,
vai no ideal...
Deu uma banana pro
tal Dom Portugal!