quarta-feira, 25 de março de 2015

Além da lenda, 
Anchieta poeta!

Sua batina modesta,
sua empreitada complexa...

Seus votos de pobreza,
sua missão realeza...

Seu ideal de oferecer
vida de não fenecer...

Os versos psicografados,
soprados por anjos alados...

Por todos os lados,
por todos os poros...

Puros vocábulos
pueris virginais...

Pois se inspirava O Homem
nas Índias Ocidentais...

Anchieta poetava
era a gabiroba-brava!

Aconsoatara Anchieta,
na Praia da Areia Preta...

Plácida a manhã
pra rimar tupi, tupã...

Em Perocão rimaria
em exaustão, Maria...

Avante em Santa Cruz,
suas almas pra Jesus...

Ideal a paisagem,
oferecia visagem...

Andorinhada em Itatiaia,
sugestionara o Atalaia...

A bucólica Ribeira
inspirara a altaneira

faceta...Além da lenda,
de Anchieta