terça-feira, 14 de abril de 2015

Seguir Anchieta...
Pra ver a lua 
sem luneta

Pra ver o crepúsculo violeta,
seguir Anchieta...

Ir junto ao Santo...

Sob o espírito santo,
sobre o Espírito Encanto,
beijar este manto!

Seguir o índio
Seguir o sagui
Sem croqui perseguir...
o caqui

Seguir Anchieta...
Agitar-se com seus autos,
seguir alegre sem autos...*

Na trilha sem trégua 
seguir,
levando o trigo pro pão de pequi...

Sem tocaia, o tropel,
chegou na Ilha do Mel

O filho do Nazareno, sereno,
alçou o Morro do Moreno

No fogo do arábico café,
correram nas dunas Dulé

Com sandálias de couro,
com dedos sem ouro,
sem chapéu de touro,

simbora com Anchieta...
A trilha era zen,
sem micareta

                                                   *automóveis