quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Feliz Natal para a Ângela Merkel!


A Ângela,
o anjo...

Mãe dos imigrantes
Mão para os aflitos

Seu olhar meigo
aos que fogem das bombas

Seu sorriso doce
aos que se safam do inferno

A Ângela,
angélica...

Que tem ouvido
para os gritos

Compaixão
para os soluços

Pegou no colo a criança
cuja desesperança

Deu sopa a uma guria
enxotada da Hungria
 
Angelical, ó Ângela,
o teu Natal,
tua vida...

Tua Alemanha de outros tempos,
novos tempos...

Teu Reich  novo Reino,
novos ventos...

Teu povo, angelicamente
e sensivelmente...

Vai se amalgamando,
uno-humanamente...

Pela Ângela,
pelo anjo...

Mãe dos imigrantes,
mãe para os aflitos...