quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Feliz Natal para o desempregado!

Feliz Natal
para aquele brasileiro
Que apreensão verte
na fronha do travesseiro...

Sai de casa as cinco
da matina
Pega aquele busão
apertada sardinha

Feliz Natal
para o amigo 
que na fila do Sine
sonha

Que aperta o seu
curriculum no peito
Matutando pra entrevista
aquela frase de efeito...

Feliz Natal para a 
amiga, que culpa 
não leva da crise,
nem da crase 

É a corda arrebentando
pro lado mais fraco...
Pro buraco, mais fundo,
me mandou "o velhaco"
 
E leitores me indagam
então...
O que a vaca tem a ver
com o leitão?

Brincadeiras à parte,
Bonaparte,
resta-nos brincar,
e essa coisa de esperançar...

Que o Natal lhe traga
paz,
e vontade contumaz,
de virar a mesa...

Acesa a chama do
salário e geladeira cheia...
Que a luz de Jesus,
tua candeia,

ó meu coração...Tua face não
fixe o chão,
tua mão na mão do Pai...
De fermentar, hão

o pão