domingo, 13 de setembro de 2015

O Natal de Hebert de Sousa, o Betinho

Eu gosto do Betinho
Seu estilo brando,
de nutrir passarinho...

Só doando um quilinho,
seu Natal de fomento,
e forte o curuminho...

Tão simples o Betinho,
sua camisa sem seda,
seu terno sem linho...

Esse menino, 
nosso Betinho... 

Deve ter se inspirado
no Homem 
de coroa-de-espinho...

Seu comitê contra a fome
matava a sede
de cuidar com carinho...

Sem discurso complicado
   multiplicava o pão,
 partilhava o vinho...

Nosso Betinho,
esse menino

que transmudou tão fácil
o franzino em fortinho...

Sua semente de pinho
floresceu em frutos
dum Natal tinindo !