domingo, 6 de dezembro de 2015

2015 e Fernando Pessoa

Esse ano e suas marcas...
Ano mais aquecido no ar...
E frio, no cerne desse muar...
Ano das vacas magras,

ano de viragem de barcas...
Quiçá esse ano irá torar, 
antes de terminar,
o ciclo das mentecaptas !

Minha impressão, talvez,
mas esse tempo ausente,
não é a bola da vez...

E a gente se ressente
de fininho, mês em mês,
saindo pela tangente...