quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

O incêndio no museu da Língua Portuguesa

Chacinada faz tempo, em rede 
social, e agora chamuscada...
Língua do latim latina judiada
sem o museu, minha rede

sem parede...Deu-me sede,
língua presa, língua grudada...
A Estação da Luz tostada,
a prosa decifrada, quede?

Vede vós, leitora e leiturista,
era digitalizado o acervo,
do patuá nacionalista...

Mas eu, como um cervo,
sem gozo na chama fatalista,
sem livro a que deus eu sirvo?