sábado, 5 de dezembro de 2015

Estado de Choque

Quando hastearam a bandeira negra,
assombrou-se a humanidade...
Decaptaram a liberdade,
homens da flâmula caveira...

Quando hastearam foice e faca,
estremeceu a civilização...
Silenciaram a oração,
e a velha cantiga sacra...

Quando hastearam o ódio,
o anti-cristo nasceu...
No mais alto do pódio,

o fanatismo pendeu...
Tão sinistro este episódio,
que a roseira, seu botão escondeu...