segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Amor à tradição

Vix agitadinha, amanhece assim bombando...
E os Paneleiros o barro coletando...

A cidade elegante, shoppings abrindo...
Lixando as panelas, Elas sorrindo...

O Tubarão, Porto, despachando minério...
Quem decifraria o mistério?

O mundo em verdadeira convulsão!
As Paneleiras, no respeito à tradição...

Eu vi as Panelas em redes sociais
Mas os fornos são a lenha, e não gás...

V.V. na chuva. Trânsito: transtorno.
Moldagem à mão, não no torno...

Proibido parece, a mesma trajetória...
Só as Paneleiras, fiéis à história!